Curiosidades

Café engorda? Descubra se é mito ou verdade!

Será que café engorda? Está aí uma pergunta muito importante, que vem sendo discutida há tempos.

Há rumores de que, infelizmente, o café engorda e, por isso, algumas pessoas até deixam de consumir a bebida. Outras pessoas, no entanto, insistem em afirmar que o café emagrece. Mas qual é a verdade?

Na realidade, o café engorda ou emagrece?

Por que pensam que o café engorda?

A associação facilmente é feita quando consideramos o número de pessoas que consome café no Brasil. É gritante! Somos o maior produtor e exportador de café, mas também tomamos muito.

Tomamos cerca de 83 litros de café por pessoa no ano todo, ficando atrás apenas dos EUA, que é o maior consumidor de café de todo o planeta.

Como nesses dois países há um amplo consumo e, também, um aumento nos casos de obesidade, há pessoas que relacionam as duas coisas, afirmando que a bebida potencializa o desenvolvimento da gordura, que o café engorda. Todavia, isso não é verdade.

Então, o café emagrece?

Os dados dizem que sim. Uma pessoa que consome duas xícaras de café por dia consegue queimar, até quatro horas depois, cerca de 50 calorias.

Isso acontece porque a bebida acelera o metabolismo, que é o conjunto de processos químicos que ocorre no corpo. Com o metabolismo acelerado, os processos ocorrem mais rápido, promovendo a perda de peso.

Mas o café não emagrece apenas pela promoção do metabolismo. Ele é uma bebida diurética, ou seja, auxilia na perda de líquidos pela urina, diminuindo o inchaço e a retenção de líquidos.

Além disso, o café atua no sistema nervoso central, liberando endorfina, que é o hormônio que promove a sensação de bem-estar e saciedade.

Com isso, além de o café agir para diminuir a barriga, diminui a vontade de comer. Você já perdeu ou conheceu alguém que perdeu a fome depois de tomar café? É sobre essa sensação de saciedade que estamos falando.

Mas por que dizem que o café engorda?

Bem, essa é uma questão bastante disseminada pela mídia. Não é que o café engorda, o que faz isso são seus aditivos. O café adoçado com açúcar contribui para o aumento do peso.

Mas não é só isso. Uma pessoa que mistura leite ou chocolate no café também está propensa a eliminar quaisquer efeitos emagrecedores que o café tenha.

O ideal é nunca ultrapassar a dose. De fato, o café por si só não vai gerar tanto resultado no processo de emagrecimento — visto que em um dia não se consome apenas café e outras atividades podem estar envolvidas, como exercícios físicos —, mas os aditivos podem ser bastante prejudiciais com o passar do tempo.

Por isso, é recomendado sempre adoçar o café com adoçante, caso a pessoa decida não se abster de qualquer tipo de açúcar. Desta forma, é possível usar os benefícios emagrecedores a seu favor.

Que outros efeitos positivos tem o café?

O café ainda é um excelente companheiro por vários outros motivos. Um deles é a questão de ser uma enorme fonte de antioxidantes, que agem diretamente contra os radicais livres para impedir que uma pessoa sofra de doenças graves.

Além disso, os antioxidantes são importantes para a preservação da pele. De acordo com um estudo realizado pela Unidade de Pesquisa Café e Coração, do Instituto do Coração (InCor), quem ingere café tem melhor atividade antioxidante do organismo, ficando com a pele limpa e impedindo que ela venha a ter uma aparência envelhecida.

O café é uma bebida tão valiosa que é rico em minerais muito importantes para o nosso corpo. Para se ter uma ideia, contém mais de 30 tipos de minerais, dentre eles sódio, ferro, potássio, manganês, cálcio e magnésio.

Portanto, dá para entender por que especialistas falam tão bem do poder do café para o corpo.

Saiba mais: Conheça os 10 benefícios do café para a sua saúde

E quais são os efeitos negativos do café?

Bem, agora que você sabe que dizer que o café engorda não é verdade e que tem muitos efeitos positivos para o corpo, é a hora de entender os riscos de consumir essa bebida em excesso, visto que os efeitos negativos aparecem quando uma pessoa faz isso.

Por ser uma bebida extremamente estimulante e que, por influenciar o sistema nervoso central, eleva a concentração e faz a pessoa ficar mais focada, em excesso pode causar problemas de sono, como insônia ou dificuldade em dormir, tendo seu uso recomendado para doses moderadas.

Outro fato de extrema importância é que a cafeína, substância existente no café, provoca vício. Você já conheceu alguém viciado em café? Ou você mesmo é assim?

O café é reconhecidamente causador de vício, de modo que uma pessoa que o consome diariamente terá dificuldade para parar. Isso acontece com você?

Mas é importante reconhecer que o café não é um verdadeiro vilão. Bebidas energéticas também são prejudiciais nesse sentido.

Outra coisa importante que merece ser dita é que muitos alimentos são preparados com a adição de cafeína, pois dessa forma os produtores conseguem fisgar o consumidor e incentivá-lo a sempre buscar por mais.

Saiba mais: Malefícios do café: Como ele pode afetar a saúde?

Até que dose de café é recomendada?

O café pode ser, definitivamente, um grande aliado para qualquer pessoa, contanto que ela não extrapole a dose diária máxima recomendada.

Segundo o consenso de especialistas sobre qual seria essa dose, é afirmado que a dose máxima por dia deve ser de 300 a 400 mg de cafeína.

Isso, se traduzirmos para a quantidade de café, significa de 3 a 4 xícaras de café coado. Se a versão utilizada for a expressa, que é mais concentrada, o recomendado é tomar metade disso.

Tomar a bebida brasileira até no máximo essa dose impede ou diminui as chances de a pessoa sofrer com efeitos adversos da superdosagem.

Você, que está evitando a bebida porque acha que café engorda, agora sabe que não é bem assim. Basta não exagerar nos aditivos e respeitar a dose máxima recomendada. Os produtos da natureza são muito bons, contanto que sejam usados com responsabilidade.

Se você gostou deste artigo, vai adorar conhecer os nossos outros. Obrigado por ler o texto e até mais!