Curiosidades

Conheça o café Bourbon e suas características

Conheça o café Bourbon

O frio chegou. Se quando ler este texto já tiver passado, não se preocupe. Ele vai voltar. Ele sempre volta. E sabe o que é bom fazer no frio? Tomar café e conhecer outros tipos, como o Café Bourbon.

Claro sempre é bom tomar um golinho de café não importa a época do ano, para quem, óbvio, curte a bebida, mas vamos combinar que não tem estação que mais combine com a boa e velha bebida do que o inverno.

Mais do que suprir uma vontade, o café é um ótimo aliado para enfrentar o clima congelante.

Com as condições climáticas favorecendo o consumo, abre-se uma ótima oportunidade para experimentar novos tipos. Acredite, se ainda estiver quarentenado por causa do coronavírus, vai precisar se apegar a tudo que gosta e se esforçar para ter novas experiências para suportar o isolamento.

Mas digamos que já pode sair em segurança para onde quiser. Certamente aprendeu com a experiência do isolamento que não é boa ideia ficar adiando muito os planos ou deixar de viver a vida para outra data.

Não é?

Nunca se sabe o que pode acontecer no dia de amanhã.

Aproveite esse novo recomeço para fazer as suas vontades enquanto ainda dá tempo, mesmo os pequenos prazeres como conhecer novos e deliciosos tipos de café.

O nosso foco aqui é o Café Bourbon.

Já experimentou?

Talvez já tenha ouvido falar do tipo e mesmo que não tenha é provável que uma pergunta tenha surgido na sua cabeça: O que é Café Bourbon? Qual o seu “big deal”? Qual o seu diferencial em relação ao cafezinho da padaria ou do que costuma comprar no supermercado?

A diferença está em novas experiências de sabores, em se tratando de café.

Por exemplo, gosta de avelã? E de chocolate? E se juntar esses dois?

Achou interessante?

Continue então com a leitura!

O que é Café Bourbon?

Café Bourbon é o grão de uma planta que foi cultivada em larga escala pelo Rei Luís XIV na Ilha de Bourbon, ilha que veio a batizar o café posteriormente. Esse local é um pequeno paraíso na Terra, com natureza exuberante e clima quente, a leste da famosa ilha de Madagascar.

Bom, agora sabemos por que se chama Bourbon, mas convenhamos, esse é o detalhe que menos importa, ao menos para o nosso paladar.

A primeira coisa que vai notar ao se deparar com um Café Bourbon é o seu aroma. Pra você um dos melhores momentos do dia é sentir um cheirinho de café anunciando que o dia está começando, terminando ou que a pausa está chegando?

Esse café será um espetáculo nesse sentindo, pois o seu aroma é muito intenso.

Quanto à parte do sabor, o café não tem avelã, mas tem notas doces que lembram muito o fruto. Adoçam também o Café Bourbon, aliás, principalmente, notas de chocolate.

Para completar o perfil, destaca-se a sua baixa acidez, o fazendo uma bebida bem levinha, suave.

Então anote sobre o Café Bourbon:

  • Aroma intenso;
  • Notas doces que lembram avelã;
  • Notas de chocolate;
  • Baixa acidez.

É tudo que precisa saber sobre essa variedade especial de café? Nada disso, pois outra das características da planta é a sua variedade de espécies. Será comum você se deparar no Brasil, por exemplo, com Café Bourbon Amarelo e Vermelho.

E naturalmente a diferença não está somente nas cores de seus grãos.

Conheça o café Bourbon

Café Bourbon Amarelo

Ao que tudo indica o Café Bourbon Amarelo surgiu pela mistura do Bourbon vermelho e o Botucatu Amarelo.

Essa variedade foi examinada pela primeira vez em São Paulo em 1930.

A diferença do Café Bourbon Amarelo para o vermelho e para o tipo original é que o doce de seu sabor é mais acentuado

É também mais suave em paralelo com o vermelho, pois tem menos ácido oxálico.

Para os produtores, o Café Bourbon Amarelo é mais vantajoso em termos de produtividade. Chega a ser 40% mais produtivo do que outros tipos de cafés, por isso sendo uma das variedades mais vistas com frequência em redes de cafés especiais, além de serem um pouco mais em conta.

As plantas adultas dessa variedade de Café Bourbon chega a alcançar 2,6m de altura. Suas folhas podem  ter coloração verde clara ou de bronze. Cada hectare dessa planta adulta é capaz de render 25 sacas de grãos. Cada saca comporta até 60 kg.

O clima ideal para o plantio dessa planta é ameno, ou seja, não muito quente e nem muito frio e a região preferencialmente tem que ser alta.

Café Bourbon Vermelho

O Café Bourbon Vermelho já era cultivado em larga escala em 1930 no Brasil, mas passou por uma série de melhoramentos genéticos depois que foi submetido a estudos.

Por meio desses estudos descobriu-se que fatores como altitude, solo, temperatura e ambiente influenciam decisivamente na qualidade e produção cafeeira.

Mas o que é que o Café Bourbon Vermelho tem de especial em termos de paladar? Qual a sua diferença em relação ao seu irmão amarelo?

Ele não é tão doce quanto à versão amarela, mas se harmoniza bem com chocolates. É uma boa pedida para quem gosta de cafés que pendam mais para o amargo. É também um pouco mais ácido.

No Brasil

A chegada do Café Bourbon no Brasil não ocorreu por mera casualidade ou pela chegada da família real portuguesa, pois geralmente é a explicação da chegada de quase tudo que veio de fora e veio parar por aqui.

Durante o século XIX o país se tornou um dos principais produtores de cafés do mundo, muito da economia nacional era baseada na plantação e exportação de café.

Em 1859, apesar de surfar na boa fama, o Governo brasileiro tratou de não se acomodar e passou a buscar formas de melhorar a capacidade e a qualidade produtiva do país, em termos de café, claro.

A saída encontrada foi investir em inovação, importar outros tipos de grãos de café e começar a produzi-los localmente. Uma das espécies escolhidas foi a do Café Bourbon, que desde o século XVI era cuidada em estufas e transferida para a Ilha de Bourbon.

Com esse mesmo espírito de inovação e melhora da capacidade produtiva, vários estudos e experimentos genéticos foram testando ao longo dos anos até que veio a se criar, e distribuir, os grãos de Café Bourbon vermelho.

Agora que já sabe tudo de Café Bourbon, e considerando que ficou interessado em prová-lo, não fique passando vontade quando tiver oportunidade. Acredite, é uma delícia!