Como Fazer Café

Como fazer café por infusão? Aprenda aqui!

Infusão é uma palavra bastante comum para amantes de bebidas quentes e frias, que significa imersão, seja de folhas, raízes, sementes ou grãos, que são colocados em contato com água quente e/ou fria.

A infusão é simplesmente o ato de deixar uma substância em contato com a água, até que suas propriedades sejam extraídas. 

A partir daí, não existe somente um método. Não são somente as substâncias e o líquido que mudam. A duração da infusão faz toda a diferença.

Os resultados variam de acordo com o tempo. Uma infusão pode durar minutos, horas e até vários dias, sendo que a infusão mais demorada terá como resultado uma bebida mais forte, enquanto a mais curta terá uma bebida mais leve.

Este resultado se dá pelo tempo em que a substância fica imersa para soltar seu sabor e propriedades. 

No caso do café por infusão, o processo pode ser feito de diversas maneiras, começando por suas folhas, que, ao entrarem em contato com a água quente, podem combater a fadiga, cansaço mental e outras doenças.

Na descoberta do café, há muitos anos atrás, também tem um toque de infusão.

O pastor, após notar que a cabra descobriu um fruto, resolveu experimentar, fazendo o processo de infusão, colocando os frutos em contato com água quente. Desde então, a produção de café evoluiu até os dias de hoje. 

Veja também: Conheça as mais diferentes maneiras de preparar café

Como fazer café por infusão?

Existem muitas formas de preparar um café utilizando a infusão. A seguir, você vai conferir alguns tipos bem conhecidos, principalmente pelos amantes da bebida:

Cold Brew

É um tipo de café gelado que é passado a frio. Neste processo, pelo fato de o café não entrar em contato com a água quente, o processo do Cold Brew é mais lento.

Em sua receita, o período de infusão pode variar entre 12 e 18 horas, de acordo com as especificidades procuradas na bebida. Para fazer o Cold Brew, é necessário escolher o grão adequado, que, no caso, é um grão de moagem mais grossa, que será a base da bebida.

Veja também: Tipos de grãos de café: Arábica e Robusta 

Após a escolha, misture todos os grãos de café, juntamente com a água fria, em um recipiente. Após mexer bem, deixe descansando, armazenado em um recipiente coberto, por, aproximadamente, doze horas. Após o processo, basta passar a mistura em um coador. 

O cold brew é um café de sabor leve e mais adocicado e possui baixo teor de cafeína, pois, por ser um processo demorado, acaba que algumas propriedades são perdidas devido ao tempo em contato com a água. 

Pressca 

A pressca é um tipo de cafeteira portátil, que não necessita do filtro de papel. Este mecanismo proporciona uma extração mais saborosa e com propriedades do café.

É uma técnica nova, bastante diferente das demais, pois o sabor do café pode ser mudado de acordo com o tempo de extração, mesmo que você não mude o pó. 

Semelhante a uma prensa francesa, coloque o café no interior da cafeteira, enquanto a água, que já está fervida, fica descansando por cerca de um minuto.

Após juntar a água ao café, deixe descansar por, aproximadamente, 3 a 5 minutos, de acordo com o sabor desejado. Após fazer isto, basta precionar e servir a bebida. 

A pressca garante que o indivíduo terá um café bastante encorpado e muito saboroso. 

Veja também: Cafeteira portátil: conheça 5 modelos para desfrutar de um bom café a qualquer hora e lugar!

French Press

É feita de vidro e metal. A prensa francesa é utilizada desde 1852. Porém, foi oficializada em 1929, na França.

A french press passou por muitas mudanças ao longo do tempo, mas, atualmente, é constituída de uma peça em formato cilíndrico, com um êmbolo localizado no meio e um filtro feito de malha metálica.

É um clássico da prática de imersão. A água quente, bem próxima ao ponto de fervura, é misturada ao pó do café, que fica em imersão por cerca de 4 minutos.

Após a infusão, para dar sabor e encorpamento, basta pressionar levemente o êmbolo e, então, o café está pronto. Vale ressaltar que a French Press, por não utilizar um filtro muito comum, o seu grão deve ser mais grosso. 

Turco

É considerado patrimônio cultural da Turquia. Este método é bastante diferenciado e único, pois não é somente um método de infusão, já que o café turco não é coado.

O resultado é de uma bebida bem encorpada e cremosa. Para amantes de café, é considerado um dos melhores, fazendo com que qualquer outra bebida seja imbebível. 

O café é moído em um moinho feito à base de latão, até ficar em uma consistência bem fina, semelhante à textura do açúcar de confeiteiro. O café é preparado em um tipo de panelinha bem estreita, feita de cobre.

Diferente dos outros métodos, o café turco já ferve a água juntamente com o pó do café, tendo como resultado uma bebida doce, encorpada e com um aroma único.

Algumas especiarias podem ser adicionadas para tornar o café ainda mais exótico, como o cardamomo ou a canela. 

Soft Brew

Diretamente da Itália, o soft brew é uma cafeteira que foi criada por George Sowden, que proporciona uma infusão bem leve. Neste método, o café não é pressionado, queimado ou qualquer coisa que force o pó.

O preparo consiste em colocar o pó dentro da cafeteira, já com o filtro feito do mesmo material da Soft Brew, acrescentar a água quente e esperar. 

Este preparo é muito parecido com o preparo do chá, pois aposta no gosto natural e suave do café. É um café para amantes de bebidas leves. É tão suave, que o fundo da xícara pode ser visto.

É um método completamente manual, ou seja, é necessário estar atento ao tempo de aquecimento da água, bem como a extração do café, para evitar que a bebida fique com um gosto amargo.

O soft brew é constituído de porcelana, podendo também ser produzido em plásticos vermelhos, amarelos ou verdes. 

Veja também: Tipos de cafeteiras: Conheça os principais modelos

Estas são apenas algumas das várias formas de fazer um café por infusão, que alternam entre métodos tradicionais até os mais inovadores, podendo fazer com que a mesma ideia de filtragem obtenha resultados e sabores diferentes.