Conheça as mais diferentes maneiras de preparar café

Seja na versão quente ou fria, o cafezinho é a grande paixão nacional. Conheça, nesse artigo, as diferentes maneiras de preparar café e escolha a sua preferida.

Coador de Pano

Quem não se rende ao delicioso cheio de café coado na hora que toma conta do ambiente? E quando esse coador é o tradicional coador de pano, o número de adeptos ainda é maior.

E não é para menos, seu aroma nos remete a deliciosas lembranças da infância, além de nos conceder o prazer de seu inigualável sabor. Não é à toa que agora estão virando moda nas cafeterias e padarias as porções individuais de café filtrado no coador de pano.

A preparação é feita a partir do pó de café que é colocado dentro do coador, que recebe a água quente, extraindo o café que cai diretamente no bule ou xícara. O coador de pano pode ser lavado e reutilizado. 

Cafeteira de coador de papel

Mesmo processo de feitura que o café no coador de pano, com a diferença de que o filtro de papel é descartável.

Cafeteira elétrica

Essa cafeteira vem para ajudar a quem gosta do café tradicional, mas não tem tempo de ficar olhando o café no fogo. Isso porque a cafeteira elétrica faz todo o processo sozinha, bastando colocar o pó de café no filtro e a água no compartimento. Depois de ligar a máquina, a água começa a aquecer, e assim que atingir a temperatura correta, ela passará automaticamente pelo coador. Está pronto o café caseiro feito na cafeteira elétrica.

Cafeteira globinho

Outra maneira de preparar café é com a cafeteira globinho, também conhecida como “cafeteira sifão”. Seu formato possui dois globos que dão um charme todo especial a essa cafeteira, cujo preparo é por infusão através do princípio da transferência térmica e vácuo.

É composta por dois globos de vidro, sendo um deles com funil, além de um filtro, uma base e uma chama (espiriteira).

Cafeteira francesa

Também conhecida como Prensa Francesa ou Cafeteira de Prensa (cafetière à pisto), esse clássico aparelho permite uma fusão mais densa entre o café moído e a água. Nesse processo não ocorre a retenção de seus óleos essenciais – como no processo do café coado ou expresso -, permitindo que os mesmos possam chegar até sua xícara.

A presença de seus óleos e sedimentos naturais no café pronto são garantia de extração do máximo de seu sabor.  Essa forma de preparar café não é tão conhecida popularmente, embora a prensa francesa tenha surgido em meados de 1850, na França.

Para fazer o café à prensa, o pó deve ser colocado no fundo da cafeteira e depois acrescentar a água quente. Feito isso, o êmbolo deve ser empurrado para baixo para que o café seja filtrado.

Café Turco

Conhecido como ibrik, esse recipiente é feito de latão ou cobre, com um cabo comprido, tradicionalmente de madeira. Esse recipiente recebe os grãos de café gourmet moídos, açúcar e água, sendo levado ao fogo para que haja fervura. Sim, o café turco é fervido e não é coado.  Após servido, não se deve mexer o café, para que o pó fique acumulado no fundo da xícara.

Curiosidade: é do pó de café que restou no fundo da xícara que é feita a tradicional leitura da borra de café.

Cafeteira Italiana

Também conhecida como Cafeteira Moka, essa simples cafeteira é muito utilizada na Europa, mas muitos também a utilizam aqui no Brasil. É uma cafeteira fácil de ser encontrada, e é considerada a precursora das máquinas de café expresso.

Esse método de preparar café é simples, pois basta colocar água no fundo da cafeteira e o pó de café no compartimento que fica logo acima. A cafeteira é levada ao fogo para que a água ferva e suba, fazendo a filtragem do café, indo para o compartimento de cima.

Quer aprender a fazer um delicioso café na cafeteira italiana? Leia esse artigo, que fizemos especialmente para você.

Cafeteiras profissionais

Essas são as cafeteiras que geralmente são encontradas nas cafeterias, padarias e restaurantes. Diferentes das máquinas de café expresso, elas fazem a filtragem simples do pó de café, com filtros que podem ser tanto de pano quanto de papel. As cafeteiras profissionais permitem que sejam feitas xícaras individuais.

Máquina de café expresso

O surgimento do café expresso ocorreu em 1822, e até hoje é sucesso para quem gosta de um café com sabor mais encorpado e aromático. Nela, o café é feito por pressão muito forte, que permite maior liberação dos sabores do café.

Tamanho é o seu sucesso, que atualmente, o mercado de café expresso para uso doméstico vem crescendo cada vez mais.

Máquina de café em cápsulas

A máquina de café em cápsulas está se tornando a queridinha em meio aos fãs de café.  Seu preparo é muito simples, bastando colocar água no recipiente e inserir a cápsula individual de café no compartimento próprio. A máquina se encarrega de fazer o resto.

Um dos maiores diferenciais está na grande variedade de aromas que encontramos em suas cápsulas. Veja abaixo duas boas opções e leia mais sobre:

Máquina de café em sachês

Na máquina de café expresso em sachê o café também é feito em pressão. Seus sachês permitem maior praticidade ao fazer o café, pois basta encaixar os sachês individuais no compartimento e esperar que fique a bebida fique pronta.

Esses sachês são feitos com o grão do café torrado, moído e compactado em uma dupla camada de papel filtro. Sua embalagem em envelope de alumínio evita que o café gourmet sofra o processo de oxidação.

E então, já escolheu seu método preferido de preparar café? Independente do método que você escolher, do mais simples ao mais sofisticado, essa deliciosa bebida sempre será garantia de bom gosto e sucesso