Curiosidades

Cafeeiro, planta perene e tropical, dá origem ao café

Cafeeiro

Neste artigo, vamos abordar a planta que é o ponto de partida para uma das bebidas mais consumidas no país: o cafeeiro. Além de ser abundante em regiões de clima tropical, ela pertence a uma família que ainda reúne uma série de outras espécies.

Nesse sentido, vale ressaltar que as variedades Robusta e Arábica são as mais cultivadas, visto seu alto valor econômico no mercado internacional. Nesse aspecto, somos os maiores produtores, líderes na exportação e segundo maior mercado consumidor mundial.

Pelo lado do agronegócio nacional, vale destacar que Paraná, São Paulo e Bahia estão entre os Estados que mais produzem o grão, seja de café arábica ou mesmo da variedade robusta. Para isso, as regiões contam com fatores como solo e clima, o que propiciou a expansão do cultivo cafeeiro no último século.

Fatores para um mercado cafeeiro produtivo

Para um mercado cafeeiro apresentar sucesso frente à concorrência internacional, são necessários o conhecimento de processos técnicos. Contudo, ainda existem fatore s essenciais para que esses cultivares tenham alta produtividade e possam garantir uma rentabilidade mínima para seus produtores. Como exemplos fundamentais, temos os tipos de solo e o clima.

Solo para o setor cafeeiro

Em linhas gerais, o solo mais adequado não pode ser pedregoso nem muito arenoso. Aliás, ele deve ter boa drenagem, ser altamente fértil e ter ao menos um metro de profundidade. Nesse sentido, vale salientar que áreas de baixada são impróprias, mesmo com o emprego de sistemas de drenagem artificial.

Impacto do clima

Em relação aos tipos mais comuns de café, cada variedade demanda uma temperatura adequada para um desenvolvimento sadio do cultivar. Além do mais, é preciso estar atento à temperatura da região para o processo de crescimento estar de acordo com a genética de cada grão. Sendo assim, temos:

  • Café robusta: temperatura ideal em torno dos 25º C e altitude média de 500 metros;
  • Café arábica: temperatura ideal em torno de 20º C e altitude média de 600 metros.

A formação de um cultivar no setor cafeeiro

Apesar de precisar contar os fatores descritos acima, um produtor do setor cafeeiro precisa seguir algumas regras para criar mudas produtivas. Para isso, é possível ter cultivares a partir do plantio por sementes ou estacas.

Assim, a formação das mudas resultará em plantas originarias de matrizes isentas de doenças e mais produtivas. Enfim, confira a seguir algumas dessas técnicas e aprenda a tirar melhor proveito do seu negócio.

Cafeeiro

O viveiro de mudas de um cultivar cafeeiro

Em relação ao viveiro, ele precisa ter uma cobertura lateral e superior que pode ser feita com folhas de palmeiras ou telas plásticas. Para isso, podem ser empregadas sacolas plásticas de tamanhos diversos, mas que precisam apresentar furos na parte inferior.

Já sobre os recipientes, indicamos um enchimento com um substrato que pode ter a seguinte composição:

  • 400 litros de esterco;
  • 2 quilos de calcário;
  • 800 litros de terra do subsolo;
  • 90 litros de esterco de galinha;
  • 10 quilos de superfosfato simples;
  • 20 litros de torta de mamona;
  • 1 quilo de cloreto de potássio.

Contudo, para controlar pragas e doenças, ainda é importante lembrar o substrato pode ser tratado com uma mistura de brometo de metila. Ademais, em relação aos cuidados com o viveiro, a irrigação precisa ser feita sem excessos e sua adubação foliar, precisa ser nitrogenada depois do surgimento do segundo par de folhas.

Para tanto, basta realizar duas aplicações num intervalo de vinte dias. Além do mais, faça um controle químico de doenças e insetos a cada quinze dias para eliminar ervas daninhas. Por fim, durante o desenvolvimento das mudas e para melhor aclimatação, mantenha cada muda sob meia sombra por um mês antes do plantio.

Como fazer a semeadura de sementes de café?

No caso da semeadura, ela pode ser por germinadores de areia ou diretamente nos recipientes. No entanto, vale lembrar que a semeadura direta costuma ser a forma mais empregada. Para isso, basta que você coloque um par de sementes em vaso e, após o início da germinação, mantenha apenas uma.

Empregando a muda de estaca

Em primeiro lugar, ao investir na formação de mudas por estaca você precisa mantê-las sempre num ambiente úmido, ainda mais durante a fase de enraizamento. Além do mais, cada estaca precisa estar à meia sombra, seja em estufas ou viveiros com a técnica de microaspersão.

Em linhas gerais, essas estacas podem ser cercadas por recipientes plásticos. Enfim, os cuidados relacionados à adubação, aclimatação e tratos sanitários das mudas são iguais aos empregados para mudas criadas a partir do uso de sementes.

Dicas para o plantio de um cultivar cafeeiro

Apesar de algumas formas de plantio serem eficientes, vamos abordar melhor a formação de mudas por estacas. Para isso, ainda indicamos que você tenha sempre a mudas certificadas de produtores e criadores credenciados ou a orientação de um técnico ou profissional. Dessa forma, o plantio de cultivar com essa técnica requer as seguintes normas e cuidados:

Como escolher a melhor área?

Antes de escolher uma área, invista apenas em locais suavemente ondulados ou totalmente planos. No entanto, evite terrenos que apresentem declives superiores a vinte por cento.

Fazendo o preparo do solo

Neste quesito, o preparo pode depender da cobertura vegetal. No entanto, sejam culturas permanentes, de capoeira, culturas anuais ou pastagens o processo pode ser mecânico, manual ou misto. Aliás, nos solos mais compactos a aração precisa ter uma profundidade entre vinte e trinta e centímetros.

O processo de coveamento

Neste passo, o processo pode ser tanto mecânico quanto feito manual. Contudo, as dimensões indicadas giram em torno dos quarenta centímetros. Enfim, ao efetuar o plantio de cada muda procure ainda separar sempre a terra mais fértil removida das covas para adicionar ao adubo.

Espaçamento

Em relação ao espaçamento, o ideal vai depender de vários fatores, como os equipamentos empregados, a topografia da área, a fertilidade do solo e a até a variedade a ser plantada. Em linhas gerais, as técnicas mais tradicionais giram em torno de três metros entre as linhas e dois metros entre as plantas.

Realizando o plantio das mudas

A fazer o plantio de mudas de um cultivar cafeeiro, procure investir em períodos chuvosos e com as mudas já aclimatadas ao sol. Aliás, no processo ainda é essencial fazer o uso de uma “cobertura morta” ao redor dessas mudas, afim de reduzir ervas daninhas e manter o solo úmido.

Deixe seu Comentário