Curiosidades

Conheça o brasileiríssimo café Catuaí

Café Catuaí

Se há um bom café com história para contar, é o Café Catuaí. Ele é um produto 100% nacional. Talvez isso não provoque comoção, porque se tem algo que brasileiro sabe fazer bem é café, desde o século XIX.

O café brasileiro é um dos mais apreciados do mundo e foi uma das poucas produções nacionais a receber investimento na qualidade e capacidade produtiva.

Tanto que em 1879, o Governo brasileiro decidiu importar grãos que não eram cultivados por aqui, como o café Bourbon, para diversificar e melhorar a qualidade da produção cafeeira.

Mas o Café Catuaí é um capítulo a parte na história de produção de café no Brasil. Na verdade, pode-se dizer que é um capítulo a parte na produção mundial de café.

O Café Catuaí é um dos mais recentes a figurar no campo e no comércio. Apareceu nesses lugares apenas no século XX, na segunda metade desse período, sendo mais específico. E tal demora para que fosse usado e reproduzido em larga escala não se deveu por ter se mantido inacessível em algum lugar obscuro, mas porque simplesmente não existia.

Isso mesmo, até a metade do século XX não existia Café Catuaí. E não era o caso de não existir no Brasil, não existia em lugar nenhum do mundo.

Ou seja, depreende-se, portanto, que o Café Catuaí foi criado, desenvolvido, pela mão do homem. E como se trata de um café 100% brasileiro significa que foi produzido, formulado, por um brasileiro.

Considerando que até então jamais um café, grão, tinha sido produzido pela interferência direta do homem, tal feito faz do Café Catuaí um produto especial para o nosso país.

A origem do Café Catuaí

O ano é 1949 e um pesquisador do instituto Agrônomo de Campinas (IAC), Alcides de Carvalho, tem diante de si um experimento a se fazer: cruzar, com os seus conhecimentos de geneticista, duas variedades do tipo arábica, Mundo Novo e Caturra Amarelo.

O experimento… deu certo, deu super certo. Para ter uma ideia, hoje o Café Catuaí é cultivado em 45% das lavouras nacionais.

Mas quais são as suas vantagens, as suas diferenças em relação, por exemplo, aos dois tipos que serviram de base para a sua criação?

Respondemos no tópico abaixo.

Vantagens do Café Catuaí na produção

Como é o café produzido pelo homem, manipulado pelo homem, foi possível desenvolver um novo tipo de grão que atendesse as principais necessidades dos produtores ou diminuísse os problemas causados pelos principais entraves na produção do campo.

Imagine um aparelho tecnológico. Uma primeira versão é lançada, as pessoas gostam, mas sentem que poderia ser melhor. Elas enviam sugestões às fabricantes, apontam as principais queixas, a empresa recolhe as principais e decide fazer uma nova versão implementando as melhorias sugeridas.

Um alimento criado a partir de manipulação genética seria essa nova versão aperfeiçoada. Foi esse o princípio e a intenção ao se fazer o Café Catuaí.

Mas quais seriam essas melhorias, essas vantagens do Café Catuaí em relação às primeiras versões lançadas pela natureza?

Podemos ressaltar primeiramente o tamanho de cada pé de Café Catuaí. Ele chega a apenas 2 metros de altura, sendo considerado de porte pequeno. É uma vantagem para o produtor, porque facilita na hora da colheita manual dos frutos.

Além disso, dá para aproveitar melhor a área de plantio.

Outro ponto favorável ao Café Catuaí é a capacidade de adaptação a regiões com terroir acima de 800m de altitude e com clima entre 18 a 20 graus. Altitude e clima consideradas características de cafés de qualidade superior.

Uma das explicações para essas condições serem vistas como típicas de cafés de qualidade superior é que terrenos acima de 800m fazem os grãos absorverem com intensidade maior açúcares típicos do processo de maturação.

Por isso, mede-se a qualidade de um café observando, como um dos principais critérios, a altitude em que foi plantado. Quanto maior a altitude, maior o potencial de sabor.

Portanto, o Café Catuaí é de um grão preparado para se adaptar a altitudes elevadas.

Café Catuaí

Crescimento acelerado

Mas os benefícios desse café genuinamente brasileiro alterado geneticamente não param por aí.

Os produtores de café também perceberam que o Café Catuaí tem crescimento mais acelerado. Em termos de produtividade é excelente, pois significa mais possibilidade de colheitas ao longo de um ciclo, gerando-se assim mais receita.

A altura considerada de porte pequeno também facilita no manejo do vegetal e de seus grãos. Nota-se ainda que o Café Catuaí é mais resistente a pragas como a ferrugem.

Curiosidades sobre o Café Catuaí

Apesar de ter sido criado no final da década de 1940, o Café Catuaí só veio a ser comercializado em grandes centros em 1972.

Mesmo sendo um “café jovem”, sua pouca idade não impede de ser prestigiado internacionalmente. A sua qualidade é apreciada em várias regiões do mundo, não apenas pelos aspectos técnicos de produtividade, mas naturalmente pelo seu sabor e aroma excelentes.

Talvez tenha despertado curiosidade sobre a origem de seu nome e seu significado, pois não é um nome que faça parte de nosso cotidiano. “Catuaí” é um termo indígena, tupi-guarani, e significa “muito bom”.

Considerando se tratar de um produto brasileiríssimo como poucos e de fato ser de excelente qualidade, é um nome muito bem escolhido, diga-se.

Sabor do Brasil

Contudo, porém, todavia, entretanto, mas… e o sabor? Comentamos sobre as vantagens para o produtor nacional de investir no Café Catuaí, repetindo que 45% das lavouras nacionais cultiva a espécie, mas o que essas vantagens proporciona em termos de sabor?

Vimos onde o produtor sai ganhando, mas falta o lado do consumidor. O consumidor sai ganhando ao se promover a mistura de grãos arábicos?

Sem dúvida que sim. Esse café é suave, tem acidez média e sabor adocicado, tanto que dispensa o uso de açúcar para adoçá-lo a ponto de consumo.

A espécie conta com duas variedades:

  • Catuaí Vermelho;
  • Catuaí Amarelo.

O Catuaí Vermelho tem notas sensoriais de frutas vermelhas, nozes e mel. É leve e pouco encorpado.

O Catuaí Amarelo tem notas sensoriais de baunilha, mel, açúcar mascavo e frutas amarelas. Seu sabor é bem intenso.

Gostou deste conteúdo sobre Café Catuaí? Então curta, compartilhe, avalie. Seu apoio faz a diferença!